sábado, 31 de maio de 2014

Acorda BIQ

BIQ, por favor, precisamos de novidades, queremos novidades, não aguentamos mais essa espera demorada sem sabermos o porque!!
Chuvas de CSQ's, entrevistas e envio de Federais, queremos muito essas palavras nos fóruns de imigração e nos grupos..
Quando você, Sr. BIQ me enviou e-mail pedindo documentos, fiquei até animado, mas já estou começando a desanimar novamente. Ainda bem que você não ganha $$$ por produtividade

domingo, 11 de maio de 2014

Motivação

Bom pessoal, enquanto o BIQ não resolve dar as caras com novidades sobre os documentos que enviei, resolvi fazer uma coisa mais besta do mundo, pra ver se me dá uma motivada: comprei 55 dólares canadenses. Isso mesmo.
Eu estava no aeroporto de B.H. esperando meu voo pra Bahia ( a trabalho, como sempre), olhei pro lado e vi a casa de câmbio e tinha um pessoal lá trocando alguns reais, daí resolvi fazer o mesmo. Peguei 55 dólares canadenses pra me dar uma animada nesse processo meio longo.
Sei que o aeroporto não é o melhor lugar para se trocar dinheiro, mas, eu fiquei satisfeito, já tenho minhas primeiras "menininhas" pra gastar em terrar geladas. Pelo menos já tenho a grana que me levará do aeroporto à casa onde vou ficar, já é um passo. Agora falta pouco, só guardar a grana pra me sustentar até ter um trampo, pagar aluguel, despesas fixas, despesas comigo mesmo, ônibus, metrô, comidas, aluguéis. Falta muito pouco heheheh



quarta-feira, 7 de maio de 2014

BIQ falou comigo hoje

Bom, não é uma notícia completamente relevante, mas, vamos lá:
Como todos devem ter lido antes, o BIQ me pediu uns documentos faltantes há mais ou menos 1 mês atrás, corri atrás e mandei assim que consegui. Como tudo comigo é meio complicado, na metrópole que eu moro não existe Fedex, então mandei mesmo via Sedex, como fiz nas outras vezes, que também foram um pouco problemáticas.
A exatos 22 dias atrás eu enviei os documentos e até hoje no site dos Correios nem no Correio do México meus documentos não acusaram recebimento no BIQ, ou seja, está vagando por ai. O que me preocupou desta vez é o meu prazo de 90 dias para enviar a documentação ou então meu cancelamento do processo.
Daí comecei minha saga:
1º :enviei e-mail pros correios do México perguntando sobre meu envelope. A resposta que eu tive é que eu teria que abrir uma reclamação com os correios no Brasil para que o Brasil verificasse com eles.
2º : como a primeira iria demorar uma vida, enviei e-mail para todos os contatos do BIQ que eu tenho avisando da minha preocupação com um print da tela de rastreio do Correio do México, explicando tudo. Nada de Resposta.
3º: enviei novamente o mesmo e-mail enfatizando minha preocupação por causa do prazo. Nada de Resposta.
4º: enviei novamente e-mail pro BIQ e mandei e-mail pra aquele endereço do MICC, o qualité, explicando o problema, mesmo sabendo que nao adiantaria de nada mandar pro MICC, mas eu queria mesmo era incomodar.

Resultado: o MICC me enviou e-mail bem rápido (como das outras vezes) explicando que se meu dossiê nao tivesse problemas administrativos e tal eu não teria nenhuma resposta por parte deles, mesmo eu tendo questionado o porque do BIQ demorar demais a nos responder um simples e-mail com uma simples resposta de recebido ou não, uma vez que eu estava preocupados com documentos ORIGINAIS que estavam no envelope. Pra minha surpresa, mais ou menos as 20h00 o BIQ me respondeu, não sei se teve alguma coisa sobre o envio do e-mail pro MICC, mas pelo menos me responderam com a seguinte mensagem:



Bom, pelo menos me responderam e posso ficar despreocupado quanto a entrega dos meus documentos. Agora volto a esperar por outro e-mail, mas bem que eles poderiam ter aproveitado o ensejo e me avaliado, enviado CSQ pra minha casa, me dizendo que vou ser convocado pra entrevista, qualquer coisa. Mas tá bom, vamos reclamar não pois eles terem respondido já foi um avanço visto o histórico deles.

À bientôt...



sexta-feira, 2 de maio de 2014

Gastos médios mensais para um casal em Montreal e auxílios financeiros (período de adaptação)


Resolvi fazer esse post pois lembro que pesquisava muito sobre o quanto eu iria gastar quando chegasse aqui. Obviamente o consumo de uma família é muito relativo, vai depender do padrão de vida que você quer levar, do tamanho da família  e etc...


Tirarei por base um casal, que ainda está estudando o francês ou fazendo alguma equivalência para em um futuro próximo, trabalhar na sua área. Vale a pena lembrar também que existem bolsas cujo o imigrante pode recorrer para essa fase de transição, como: Prêts et Bourses (Para quem está fazendo algum curso em uma instituição reconhecida pelo governo), Aide sociale e o cheque do Micc para quem faz francisação.


Os auxílios: 


Prêts et Bourses: É parte bolsa e parte empréstimo e parte urso porco[south park mod off]. O governo financia (estilo FIES) o valor do curso e te da uma bolsa baseada na sua declaração de renda do ano anterior, pelo que pesquisei pode chegar à 840 dólares por pessoa/mês.  Site -->  http://www.afe.gouv.qc.ca/fr/pretsBourses/periodeAdmissibilite.asp


Cheque do MICC para o curso de francês: Todo imigrante trabalhador qualificado tem direito, você recebe o valor máximo de   460 dólares por pessoa para estudar francês em tempo integral no programa de francisação do MICC. Eles descontam os dias sem aulas, já vi relatos de pessoas que receberam por volta de 200 em um mês.

Aide sociale: Sobre essa ajuda, eu já vi vários haters brasileiros, talvez pela associação à famosa Bolsa Família. Segundo o Emploi Quebec, é uma bolsa destinada à pessoas desempregadas simplesmente pelo fato de não encontrarem emprego em suas áreas, que também não tenham alguma outra fonte de renda. Também destinadas às pessoas incapacitadas que não se aplicam ao seguro desemprego ou às pessoas que estão estudando em TEMPO INTEGRAL que não são beneficiadas do Prêts et Bourses, seguro desemprego e etc...



Obs: No Emploi Quebec eles aconselham a pegar essa bolsa em vez da do MICC (caso esteja fazendo francês), pois o valor é fixo e você ainda recebe o valor do OPUS enquanto estiver estudando. Valor vai de +/- 600 dólares para um solteiro e +/- 940 para um casal.  

Segue um artigo publicado pelo governo mostrando esse programa como fundamental para à integração do imigrante:




http://www.rlt.ulaval.ca/congres/congres66/documents/1-Benzakour-Lechaume_congresRI.pdf



Gastos:


Tirando o Prêts et bourses, acredito que seja impossível viver com os outros programas sem ter uma reserva de dinheiro.


Aluguel: 500 a 650 dólares um apartamento 2 1/2  (Quando for alugar é melhor sair pela rua buscando, buscar na internet não é melhor que na rua)



Mercado: 150 a 300 dólares, Isso é muito variável, se você for vegetariano como eu, você vai gastar menos. Recomendo buscar SEMPRE promoções em flyers antes de ir à um mercado. As promoções aqui são bizarras, e os descontos aqui chegam facilmente a 50% de um produto.  E lembre-se, em nome do pai, do filho, do Dollarama, amém....


Flyers:
Intermarché:  http://www.circulaires.com/Inter-Marche/?ville=Montreal

IGA: http://www.iga.net/fr/circulaire/

Metro: http://www.metro.ca/circulaire/index.fr.html

Maxi: http://www.circulaires.com/Maxi/



Opus card: 158 dólares para um casal.



Celular + internet: 80 a 120 dólares para um casal.  Se você pretende vir morar em uma metrópole, tem ter um plano de celular com internet que te permita usar o GPS, parabéns, eu já teria me perdido umas trocentas vezes.  




Esses são gastos básicos, sem contar lazer e imprevistos. Espero ter ajudado.